Skip to main content

A harmonização facial é um conjunto de intervenções realizadas na face. O objetivo, como o próprio nome diz, é deixar o rosto em harmonia, de forma mais simétrica. Para isso, diversos procedimentos podem ser aplicados.

A técnica pode ser realizada por homens e mulheres. Mas antes é preciso saber quais os pontos a serem melhorados no rosto. Para isso, é necessária a avaliação de um profissional da área, um médico com estudo e conhecimento total do seu rosto, envolvendo pele, tecidos, músculos, gordura, nervos e vasos.

Um médico está preparado para as adversidades, como um possível quadro alérgico ou uma oclusão vascular.

Entre as intervenções que podem ser realizadas na harmonização facial estão: o ácido deoxicólico, que é muito utilizado para a redução da papada; o ácido hialurônico, que costuma ser usado tanto para o preenchimento labial e contorno de mandíbula; toxina botulínica, popularmente conhecida como botox; o lifting facial, que é procurado para a remoção de rugas; a rinomodelação, que é uma abordagem não cirúrgica para modificar aspectos estéticos do nariz.

ATENÇÃO:
Para maior segurança dos pacientes, a SBD lista alguns pontos importantes que devem ser considerados por quem deseja se submeter à procedimentos estéticos:

• Não siga o modismo. Apenas o médico será capaz de realizar uma rigorosa avaliação para indicar corretamente os procedimentos adequados, solicitar exames se necessários e identificar outras questões que possam resultar em problemas como manchas, assimetrias faciais temporárias e lesões neutrais e/ou vasculares irreversíveis;
• O dermatologista e o cirurgião plástico almejam o melhor resultado estético, priorizando a promoção de saúde e o bem-estar para o seu o paciente;
• Na área da odontologia, é importante frisar que nem todos são cirurgiões, e que não podem fazer intervenções na face do paciente, conforme a própria legislação;
• No caso das propagandas no Instagram e Facebook verifique se o profissional é médico, especialista em dermatologia ou cirurgia plástica. Algumas vezes, os profissionais que não são médicos não deixam claro a sua formação.
• Cuidado com as promessas milagrosas e os antes e depois. Fotos podem ser facilmente alteradas e milagres não existem. Busque segurança e qualidade. De acordo com o Código de Ética Médica os médicos estão proibidos de publicar antes e depois. Portanto, desconfie!
• Os profissionais médicos sempre se apresentarão com o número do seu CRM e, no caso dos especialistas em dermatologia e cirurgia plástica, com o número do seu RQE (Registro de Qualificação do Especialista). Você pode consultar junto às entidades das especialidades e verificar se este médico é mesmo um especialista.
• A ética médica é muito importante e os Conselhos Regionais de Medicina podem ser acionados. Tire todas as suas dúvidas com o médico antes de realizar qualquer procedimento. Avalie todas as possibilidades e os recursos disponíveis no local do atendimento.
• Em caso de dúvida procure a Sociedade Brasileira de Dermatologia: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/

Leave a Reply