Notícia

Unhas: a saúde nas suas mãos

A atenção para mãos e unhas deve ser tida por todas as pessoas, de todas as idades. Suas mãos dizem muito sobre sua saúde.

Unhas estão muito ligadas a estética, mas temos que enfatizar que não podemos deixar nossa saúde de lado nem quando as atenções são para elas. Homens e mulheres precisam ficar atentos aos procedimentos de cuidados com as unhas. Posso dividir minha lixa de unha com alguém? Polir minha unha a deixa mais fraca? Faz mal usar unhas em gel? A dra. Mariana Correa, dermatologista do Grupo Aepit, responde essas e outras principais dúvidas mais frequentes no consultório.

Retirar a cutícula faz mal?

Uma prática muito comum que é a de retirar a cutícula não faz bem a saúde de nossas mãos. De acordo com a dra. Mariana Correa, elas atuam como uma proteção para a matriz da unha. “A gente brinca com as pacientes no consultório que em vez de fazer a unha elas desfazem”, brinca a médica. A orientação é apenas empurrar a cutícula e retirar o excesso, não totalmente. O ato de fazer a cutícula pode comprometer a aparência também das unhas com relevo e modificações da lâmina ungueal, além de expor às infecções. É muito importante hidratar sempre as cutículas e as unhas, principalmente antes de dormir.

Compartilhar lixa e alicate pode transmitir doenças?

Sempre que for ao salão, leve seu próprio material com você. “Cortadores de unha, lixas e alicates podem transmitir fungos e até vírus”, explica a dermatologista. Caso não seja utilizado o material individual, exigir sempre que as ferramentas sejam esterilizadas e descartadas quando necessário.

Polir ou passar a lixa por cima da unha pode danificá-la?

De acordo com a médica, lixar por cima pode fragilizar a unha e resseca-la. A placa da unha é formada de queratina e não é um tecido vivo. “A unha é como o cabelo, formada de queratina pura. A principal parte que deve ser protegida é a raiz, aquela parte mais clarinha, como uma meia lua que fica na base da unha. Ali existem células vivas, é onde a unha é produzida.”

Acetona ou removedor?

Dra. Mariana dá a dica: “O removedor de esmalte é menos danoso que a acetona. Quando utilizada, a acetona remove as substâncias hidratantes da unha que vem junto com a queratina, então fragiliza a unha. A acetona desidrata e resseca a unha podendo levar a manchas brancas”.

Esmaltes fortalecedores ajudam?

Há opções no mercado que dão mais consistência as unhas sim. Mas o dermatologistas podem sugerir uma gama de produtos que podem ser indicados a quem deseja unhas mais rígidas e com mais garantia e um diagnóstico certo.

Unha em gel

As unhas em gel ganharam popularidade no Brasil. Apesar de dar uma nova aparência às unhas, o procedimento pode causar danos a longo prazo, como conta a dermatologista. “A radiação ultravioleta pode afetar a matriz chegando até as células vivas, que produzem a unha, e comprometer o nascimento e crescimento, deformando a base”, explica a dra. Mariana. Sobre os outros processos, como alongamento com fibra de vidro, a médica explica: “Desde que não faça pressão na matriz da unha, por que pode deformar a base, não tem problema”, explica. A dermatologista alerta que a matriz da unha deve sempre ser preservada.